Projetos

A+ A A-

  • Equipe Buffalo – Fórmula SAE

    Equipe Buffalo Fórmula SAE

    O Projeto Fórmula SAE é uma competição que oferece a chance de aplicar na prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula. Ao participar de um projeto como esse, o aluno se envolve com um caso real de desenvolvimento de projeto, desde a concepção das ideias iniciais à fabricação e testes de um protótipo de veículo de corrida de alto desempenho.

    O projeto foi iniciado no Texas, em 1981, e vem crescendo a cada ano, tendo atingido a marca histórica de 160 equipes na competição que ocorreu nos Estados Unidos em 2011, onde 45 eram estrangeiras, vindas de 14 países diferentes. Já no Brasil, o Fórmula SAE Brasil foi criado em 2004 e está a caminho da sua 12ª edição. Em 2014, envolveu 27 instituições de ensino de vários estados brasileiros, num total de quase 500 estudantes, número que cresce significativamente de ano a ano.

    Na competição, os carros são avaliados em diferentes aspectos. Apesar de se tratar de um carro de corrida, não é necessariamente o mais rápido que vence. As equipes são desafiadas a apresentar um projeto de engenharia para profissionais do ramo automotivo, sendo avaliada a qualidade do projeto juntamente com a sua viabilidade econômica dentro do mercado. Apesar disso, colocar o carro na pista é a etapa mais emocionante da competição, visto que todo o projeto realizado ao longo do ano é colocado à prova em curvas fechadas, “ziguezagues” e frenadas bruscas. São realizadas provas estáticas e provas dinâmicas, que compõem a pontuação final da equipe.

    A equipe Buffalo de Fórmula SAE foi criada em 2003 por ex-integrantes do projeto Baja SAE, tendo construído seu primeiro protótipo no ano seguinte. A equipe vem se desenvolvendo desde então, tendo um projeto extremamente competitivo e avançado nos dias atuais. Ao longo dos anos, já venceram prêmios de inovação e conquistaram o 2° lugar em suspensão de todo o Brasil no ano de 2011.

    Atualmente, a equipe é composta por alunos de graduação de variados cursos da Escola de Engenharia da UFF e é coordenada pelo Professor Antônio Lopes Gama. Embora a base da equipe seja composta por alunos de Engenharia Mecânica, outras áreas como Eletrônica, Telecomunicações e Gestão são de extrema importância para o desenvolvimento do protótipo.

  • Equipe Tuffão – Baja SAE

    Equipe Tuffão Baja SAE

    O projeto BAJA SAE é um desafio lançado aos estudantes de Engenharia que tem como objetivo principal o projeto e a construção de um veículo protótipo monoposto, off-road e de estrutura tubular, para participação na Competição BAJA SAE BRASIL, promovida pela SAE BRASIL, filiada à SAE International – maior associação internacional de profissionais da área de Engenharia da Mobilidade.

    No Departamento de Engenharia Mecânica da UFF, o projeto foi criado em 1997, inicialmente com o nome de Minibaja, pelo Prof. Luís Carlos Tosta Xavier, e a primeira participação da UFF em competições ocorreu em 1998, nas quais conquistou resultados além das expectativas, obtendo o 1° lugar entre as equipes estreantes e o 1° lugar entre as equipes do Estado do Rio de Janeiro. Nos anos seguintes, a equipe se consolidou como a melhor do Rio de Janeiro através de outros ótimos resultados.

    Em 2005, foi criado o Laboratório de Engenharia da Mobilidade, também coordenado pelo Professor Luís Carlos Tosta Xavier, ao qual o projeto Minibaja passou a ser vinculado.

    Atualmente, a equipe, que atende pelo nome de Tuffão, é coordenada pelo Professor Juan Manuel Pardal, do Departamento de Engenharia Mecânica, e conta com cerca de 20 alunos das diversas áreas da Engenharia.

  • Equipe Blackbird – Aerodesign

    Equipe Blackbird Aerodesign

    O projeto SAE–AERODESIGN é mais um desafio lançado aos alunos de Graduação e Pós-Graduação dos cursos de Engenharia e Física, com o objetivo de estimular a formação de novos profissionais e descobrir novos talentos na área de Engenharia Aeronáutica.

    A competição consiste em projetar, documentar e construir um aeromodelo rádio controlado, capaz de transportar a maior carga possível com bom desempenho na decolagem, aterrissagem e estabilidade em voo dentro das limitações estabelecidas no regulamento.

    No Departamento de Engenharia Mecânica da UFF, o Projeto foi criado pelo professor Raul Bernardo Vidal Pessolani, contando, a partir de 2011, com o apoio do professor Luiz Eduardo Bittencourt Sampaio, atual coordenador.

    A equipe que trabalha atualmente no Projeto se chama Equipe Blackbird Aerodesign e é constituída por cerca de dez alunos dos cursos de Graduação em Engenharia Mecânica e de outras áreas da Engenharia.

    Ao longo dos últimos anos, a participação das equipes da UFF no projeto SAE-Aerodesign vem se mostrando uma excelente oportunidade para a aplicação prática e avaliação dos conceitos teóricos dos vários campos da Engenharia, além de proporcionar o desenvolvimento do espírito de trabalho em grupo, complementando a formação acadêmica adquirida na Universidade.

  • Equipe Araribóia – Barco Solar

    Equipe Araribóia – Barco Solar

    O principal objetivo deste projeto é divulgar o uso de fontes alternativas de energia, através da participação de equipes universitárias em competições de barcos movidos a energia solar. A partir da inserção de alunos de diversas áreas de engenharia nessas equipes, é possível motivá-los em seus cursos de graduação e melhorar a sua formação acadêmica. A divulgação desse tipo de evento estimulará o ingresso de futuros universitários nos cursos voltados para áreas de formação em ciência e tecnologia. Além disso, esse projeto irá difundir na sociedade fluminense a importância do uso de fontes renováveis de energia.

    O Desafio Solar Brasil (DSB), inspirado na Frisian Solar Challange, Campeonato Mundial de Barcos Solares realizado na Holanda, é um rali de barcos movidos à energia solar que visa estimular o desenvolvimento de tecnologias para fontes de energia limpas, bem como divulgar o potencial dessas tecnologias aplicadas à embarcações de serviço, recreio e transporte de passageiros. As etapas nacionais do DSB são realizadas anualmente em Paraty – RJ e Florianópolis – SC. Além dessas etapas nacionais, durante o ano também são realizadas etapas regionais nas áreas da Baía de Guanabara e Lagoa Rodrigo de Freitas.

    A competição tem a duração de seis dias, durante os quais são realizadas diversas provas com diferentes tipos de desafios a fim de testar os projetos de forma ampla e exigente. São constituídas do Prologo (teste de velocidade mínima necessária para ser aprovado na inscrição do campeonato), curta distância, longa distância, slalom (na qual os barcos têm de passar através de uma série de boias zigue-zagueando) e sprint (teste de velocidade máxima).

    A Equipe Araribóia da UFF entrou na competição em abril de 2012. Atualmente, a equipe, coordenada pelo Professor Daniel Henrique Nogueira Dias, do Departamento de Engenharia Elétrica, conta com onze alunos e está desenvolvendo a telemetria (transferência de dados remota) e um sistema embarcado que será comandado através de um tablet na plataforma Android ligado via bluetooth com o sistema Arduino, responsável pelo controle dos equipamentos do barco.

  • Faraday Racing – Fórmula SAE Elétrico

    Equipe Faraday Racing – Fórmula SAE Elétrico

    O Fórmula SAE Elétrico é mais um desafio lançado aos estudantes de Engenharia que já competem há alguns anos na categoria combustão e têm como principal objetivo propiciar a difusão e o intercâmbio de técnicas e conhecimentos de Engenharia Automotiva entre estudantes e futuros profissionais da engenharia da mobilidade, focando na nova geração de veículos elétricos (Tecnologia Híbrida deve ser de transição), através de aplicações práticas e da competição entre equipes.

    Ao participar do Fórmula SAE Elétrico o aluno se envolve com um caso real de desenvolvimento de projeto automotivo, desde sua a concepção, projeto detalhado, construção e testes. No Brasil a categoria estreia em 2012, após a construção e demonstração de um protótipo em 2011.

    A equipe Faraday Racing foi em criada em novembro de 2013 por ex-integrantes do projeto Fórmula SAE Combustão. Em 2016, no seu terceiro ano participando da competição, ficou em 5º lugar geral e 1º lugar na prova de custo e manufaturas, consolidando-se como a melhor equipe do Rio de Janeiro. Hoje, conta com cerca de 30 membros de diversos cursos da UFF, como Engenharia Mecânica, Engenharia Elétrica, Engenharia Química, Engenharia de Produção, Desenho Industrial e Cinema. A Faraday acredita que a diversidade só traz coisas positivas para a equipe.

Links to Best Bookmaker Bet365 it The UK